Angola

ISO3
AGO
Coming soon
24 April 2017 to 12 May 2017
Facilitators
Joana Rocha Dias
Henrique Pires dos Santos

 

wordcloud

 

Anúncio 1.2

 

Fotografia: Edições Novembro
21 April 2017

O relançamento da produção do trigo no município do Cassongue, província do Cuanza Sul, iniciado em 2014, enfrenta  algumas dificuldades por falta de apoios com meios técnicos, como tractores e respectivas alfaias,  disse o administrador municipal Germano Armando.

Fotografia: DR
18 April 2017

O Pólo Agrícola da Quiminha, um dos investimentos públicos destinados a aumentar a produção interna e reduzir as exportações de bens alimentares, conhece agora uma nova etapa, com a entrada em campo dos primeiros empresários que prometem dinamizar o projecto.

É no campo onde vive parte considerável da população angolana. É também no campo onde muitas famílias e empresas angolanas podem obter rendimentos, por via do agro-negócio, para proporcionar empregos a jovens que gradualmente vão compreendendo que vale a pena também aproveitar as oportunidades que existem no sector agrícola.

12 April 2017

Os camponeses, pescadores, pastores e outras pessoas que trabalham em áreas rurais produzem a maioria da comida saudável e diversa que comemos todos os dias. Na Europa e em todo o mundo, desempenham um papel central para assegurar a soberania alimentar das nossas comunidades e a resiliência do nosso sistema alimentar face às alterações climáticas. Contudo, as pequenas propriedades estão a desaparecer rapidamente e a agricultura camponesa está sob ameaça devido à expansão da agricultura industrial, à acumulação de terras e ao desmantelamento do apoio público.

Fotografia: José Cola | Edições Novembro
10 April 2017

A Índia  dispõe de uma linha de crédito de dez mil milhões de dólares, num período de cinco anos, com vista a acelerar  a cooperação com Angola, sobretudo no sector da agricultura, disse ontem, em Luanda, o embaixador indiano em Angola.

7 April 2017

Lubango - Quatro mil e 300 famílias camponesas das províncias da Huíla, Namibe e Cunene foram inseridas, nos últimos três meses, em 103 escolas de campo edificadas nestas localidades, pelo Fundo das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO).

A informação foi revelada, hoje, quinta-feira, à Angop, pelo representante do FAO na região sul, Matteo Tonini, sublinhando que a implementação destas escolas de campo enquadra-se no Projecto Integrado de Resiliência Angola Namíbia (PIRAN), financiado pelo Fundo Global de Ambiente e USAID.