forest regulations

Description

Unidades de Conservação mais desmatadas da Amazônia legal (2012-2015)

Also available in

As Unidades de Conservação cobrem 22% da Amazônia Legal e são uma estratégia eficaz para conservar animais, plantas e serviços ambientais, conter o desmatamento e manter o equilíbrio climático do Planeta. Contudo, as taxas de desmatamento em UCs vêm aumentando – em 2015 já superava a de 2012 em 79% –, assim como sua participação no desmatamento total da Amazônia, que passou de 6% em 2008 para 12% em 2015.

Resource information

March 2017
Foto: Mário Cruz/Lusa

Governo aprova reforma da floresta "para muitas décadas" (Portugal)

Wednesday, March 22, 2017

O Governo aprovou em Conselho de Ministros extraordinário, realizado no Palácio de Monserrate, em Sintra, no Dia Internacional da Floresta, um conjunto de medidas de reforma florestal para responder aos grandes desafios que se colocam em Portugal neste setor.

Tenure reform: Lessons from the Global South

 

A Q&A with researcher Anne Larson on the changing conditions of rights and resources in discussion at the World Bank Land and Poverty Conference

 

Over the past two decades, a global trend has seen increasing recognition of the rights of communities and local governments to manage their own resources, particularly in developing countries. An ongoing study by the Center for International Forestry Research (CIFOR) has followed this process across Asia, Africa and Latin America, finding key lessons for successful tenure reform.

Legitimando o "direito de desmatar e poluir" (Brasil)

O caso das Áreas de Proteção Ambiental (APAs) da cidade de Bauru (SP) 

Autor: Lucas Matheron*

Carta Aberta à comunidade internacional sobre ameaça ao Parque Nacional de Cufada (Guiné Bissau)

Carta aberta às Autoridades Nacionais competentes, aos Parceiros de Desenvolvimento da Guiné-Bissau e à Comunidade Internacional sobre um projeto que ameaça o Parque Natural das Lagoas de Cufada

Fotografia: Rafael Tati|Edições Novembro-Cabinda

Angola está num nível sustentável

Tuesday, February 14, 2017

Angola possui uma área global de 60 milhões de hectares de cobertura florestal contra os 53 milhões que possuía anteriormente, representando uma vasta cadeia de exploração da flora e fauna nacionais.

Os dados constam dos resultados preliminares da primeira fase do primeiro Inventário Florestal Nacional, pós independência, apresentado pelo Ministério da Agricultura, em parceria com a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO).

Addressing the risks of a weak legal framework governing forest conversion in Liberia

Also available in

Agriculture and mining are increasingly driving deforestation in Liberia, as trees are cleared to make way for plantations and mines. The environmental impacts of deforestation are devastating, but the people and communities who live in the forest are also at risk.

Resource information

November 2016