community land rights

Closed
24 April 2017 to 12 May 2017
Facilitators
Joana Rocha Dias
Henrique Pires dos Santos

 

4 October 2017 to 5 October 2017

Location

Sweden
SE

24 May 2017

O Ministério da Agricultura, através do Projeto de Apoio ao Desenvolvimento Económico das Regiões Sul (PADES), financiado pelo Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), vai investir cerca de 19 milhões de dólares americanos naquela zona dentro de seis anos (2015 á 2021).

Buriti

Autor: Francileia Paula de Castro, Maria Emília Lisboa Pacheco

Fonte: http://fbssan.org.br/2017/05/a-valorizacao-de-nossas-culturas-alimentares-e-o-direito-ao-gosto/

A paralegal speaks with community members in Mamusa community, Sierra Leone.

A small band of grassroots advocates has been helping communities in Sierra Leone secure better deals for their land, says Sonkita Conteh, from paralegal organisation Namati

The recent World Bank Conference on Land and Poverty, held this past March in Washington D.C., provided a unique opportunity to reflect on collective land tenure reforms not only from a research point of view, but also from that of governments.

Acampamento Terra Livre – Fotos: Rogério Assis

Autor: Tica Minami

Fonte:http://brasileiros.com.br/2017/05/e-diga-ao-povo-que-avance/

Além dos ataques frontais aos direitos fundamentais dos povos indígenas, orquestrados pelo Congresso Nacional, os discursos de ódio e incitação à violência praticados com naturalidade por diversos políticos ruralistas têm gerado o aumento exponencial do racismo institucional e a criminalização das lideranças indígenas, organizações, comunidades e entidades parceiras

Journal Articles & Books
January 2007

Compreender a questão agrária sob o modo capitalista de produção sempre foi tarefa difícil e complicada. Não porque muitos autores não a tenham praticamente esgotada, mas porque os estudos mais trazem discordâncias do que convergência. Por isso, esta temática cria atritos entre os conservadores e os progressistas, entre os socialistas e os comunistas, e entre todos eles e os anarquistas. Não há possibilidade nenhuma de consenso ou mesmo de aproximações. Sempre haverá pressupostos que se interporão abrindo espaço para a polêmica e discussões.

7 May 2017

Organizações não-governamentais denunciam que a multinacional norueguesa Green Resources Moçambique usurpou terras aos camponeses nas províncias de Nampula, Niassa e Zambézia. Em causa estão mais de 500 mil hectares.

Trata-se de uma vasta área que abrange as províncias da Zambézia, no centro, e Nampula e Niassa, no norte de Moçambique, denunciam as ONG Livaningo, Justiça Ambiental e União Nacional dos Camponeses.