A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) promove hoje, Dia Mundial da Agricultura, uma formação em fruticultura, visando reforçar os conhecimentos dos técnicos do Ministério da Agricultura e Ambiente e privados nesta área.

A formação de cinco dias terá lugar no Instituto Nacional de Investigação e Desenvolvimento Agrário (INIDA), em São Jorge dos Órgãos, no âmbito do Projeto TPC/CVI/3603 “Relance des cultures fruitières au Cabo Verde”, sob o tema “Técnicas de produção de plantas, instalação e condução de bancos de germoplasma e pomares”.

Segundo informações disponibilizadas à Inforpress pela FAO, em Cabo Verde, a formação tem como propósito dotar os 25 formandos, sendo que os privados são afectos ao setor da fruticultura, de um conjunto de conhecimentos de “fácil compreensão” e de competências para melhorar o seu desempenho no domínio da fruticultura.

A melhoria da capacidade técnica dos participantes na selecção e produção de plantas de qualidade, o reforço dos conhecimentos dos formandos na identificação e controle das principais pragas e doenças das fruteiras e munir os formandos de conhecimentos sobre técnicas de colheita, acondicionamento e comercialização de frutas, estão entre os objectivos específicos do curso.

Os técnicos formados, de acordo com a mesma fonte, serão formadores dos agricultores beneficiários e viveiristas a nível das respectivas delegações do Ministério da Agricultura e Ambiente, ou seja, 16 em todo o país, com o enquadramento da coordenação do projecto em parceria com os responsáveis das referidas delegações.

A formação, a ser ministrada pelos técnicos do INIDA, da Direcção-geral da Agricultura, Silvicultura e Pecuária (DGASP) e também técnicos afectos ao TPC/CVI/3603 “Relance des cultures fruitières au Cabo Verde”, estará sob a responsabilidade do coordenador do referido projecto, o engenheiro Paulo Lopes.

O curso terá seis módulos, o primeiro dos quais sobre “Generalidades sobre a fruticultura”, que vai abordar temas como a “Importância económica da fruticultura em Cabo Verde”, “Produção orgânica das frutas, “Potencialidades para implementação da fruticultura” e “Constrangimentos ao desenvolvimento da fruticultura”.

O segundo módulo, “Preparação, instalação e condução de viveiros” vai falar sobre “Escolha do terreno”, “Acessibilidade” e “Factores de produção”, o módulo três “Preparação, instalação e gestão de banco de germoplasma e pomares” vai destacar “Espécies e Variedades”.

O quarto módulo “Práticas culturais em fruticultura” terá em destaque “Densidade de plantação”, “Adubação/Estrumação”, “Rega e ferti-irrigação”, o módulo cinco “Gestão das principais pragas e doenças” vai discutir “Pragas de fruteiras, “Doenças de fruteiras” e “Técnicas de controlo de pragas e doenças nas fruteiras”.

O último módulo “Colheita e acondicionamento” vai ocupar-se de temas como “Período de colheita”, “Selecção, calibragem e embalagem” e “Condicionamento, transporte e comercialização”.

O Dia Mundial da Agricultura, 20 março é uma data instituída para recordar a importância desta prática na vida humana e reconhecer as pessoas que se dedicam a cultivar as suas terras para produzir os alimentos necessários.

Neste momento, a FAO está a financiar no país o projecto “agricultura urbana e periurbana, que tomou a Cidade da Praia como experiência piloto,com o objectivo de melhorar a segurança alimentar nas cidades e aumentar a disponibilidade de frutas e legumes nos mercados.

Preconiza, igualmente, aumentar e diversificar a produção hortícola na periferia das cidades, melhorando desta forma o abastecimento dos mercados urbanos ao longo de todo o ano.

Por outro lado, a agricultura familiar, que representa uma oportunidade para impulsionar as economias locais, especialmente quando combinada com políticas específicas destinadas a promover a proteção social e o bem-estar das comunidades, assegura 99% da produção em Cabo Verde 

Copyright © Source (acima referido). O Land Portal distribui alguns materiais sem a permissão do detentor dos direitos autorais com base na doutrina do "uso justo" dos direitos de autor, o que significa que publica artigos de notícias para fins informativos não-comerciais. Se você é o proprietário do artigo ou relatório e gostaria que ele seja removido, por favor contacte-nos em hello@landportal.info e iremos remover a publicação imediatamente.

Vários itens de notícias relacionadas à governança da terra são publicadas no Land Portal todos os dias pelos utilizadores do Land Portal, a partir de várias fontes, tais como organizações noticiosas e outras instituições e indivíduos, o que representa uma diversidade de posições sobre cada tópico. O autor é identificado com a fonte do artigo; A Fundação Land Portal não tem o direito legal de editar ou corrigir o artigo, nem a Fundação endossa o seu conteúdo. Para fazer correções ou pedir permissão para republicar ou outro uso autorizado deste material, por favor entre em contato com o titular dos direitos de autor.